O FAZER PEDAGÓGICO-2009

terça-feira, 30 de junho de 2009

Os encontros, as trocas, a aprendizagem é muito importante para qualquer idade e profissão. Estou adorando nossas aulas.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Foi uma noite muito proveitosa, embora no início do trabalho,alguns colegas demonstrassem uma certa inquietação.
Iniciamos com a mensagem:
"uma pessoa feliz é aquela que tem sempre em mente seu objetivo! Não vê problemas em seu caminho mas sim desafios! Desejo que tua noite seja maravilhosa, com muita paz e muito amor".
Após a mensagem algumas colegas fizeram comentários sobre os livros. Houve debate sobre os textos, gênero e tipologia. O depoimento da Colega Zeneida sobre o trabalho que realizou. Texto: A estranha passageira. Trabalhou com alunos de 6ª e 7ª série. A colega Graziele também usou o mesmo texto e destacou o enfoque que deu no trabalho que realizou.
Pelo que foi discutido durante o encontro, todos tem claro a importãncia da melhoria educacional para nosso município e percebem que através da troca enriqueceremos nossa prática.
Muitas formas de ensinar,hoje não se justificam mais. Perdemos tempo demais. Aprendemos muito pouco. Nos desmotivamos continuamente.
Tanto professor quanto aluno temos a clara sensação de que muitas aulas convencionais estão ultrapassadas. Mas para onde mudar? Como ensinar e aprender?
Avançaremos se soubermos adaptar os programas, as necessidades do alunos, criando conexões com o cotidiano, com o inesperado, sempre buscando, avaliando a prática e replanejando.
Para o 3º Encontro cada colega cursista trará o relatório do trabalho realizado com seus alunos, para socializar no grande grupo.
Já estou ansiosa pelo próximo encontro. Até lá!

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Ditos Populares

quarta-feira, 24 de junho de 2009

"Fale, e eu esquecerei; Ensine-me, e eu poderei lembrar; Envolva-me, e eu aprenderei." (Benjamin Franklin)

terça-feira, 23 de junho de 2009

O assassino era o escriba Meu professor de análise sintática era o tipo do sujeito inexistente.Um pleonasmo, o principal predicado de sua vida, regular como um paradigma da 1ª conjunção. Entre uma oração subordinada e um adjunto adverbial, ele não tinha dúvidas: sempre achava um jeito assindético de nos torturar com um aposto.Casou com uma regência. Foi infeliz. Era possessivo como um pronome.E ela era bitransitiva. Tentou ir para os EUA. Não deu.Acharam um artigo indefinido na sua bagagem. A interjeição do bigode declinava partículas expletivas, conectivos e agentes da passiva o tempo todo. Um dia, matei-o com um objeto direto na cabeça.
(Poema extraído do livro Caprichos e relaxos de Paulo Leminsky.São Paulo: Brasiliense, 1983, p. 144).
Escola é...
O lugar onde se faz amigos
Não se trata só de prédios, salas, quadros,
Programas, horários, conceitos...
Escola é, sobretudo, gente,
Gente que trabalha, que estuda,
Que se alegra, se conhece, se estima.
O diretor é gente,
O coordenador é gente, o professor é gente,
O aluno é gente,
cada funcionário é gente.
E a escola será cada vez melhor
Na medida em que cada um
Se comporte como colega, amigo, irmão.
Nada de “ilha cercada de gente por todos os lados”.
Nada de conviver com as pessoas e depois descobrir
Que não tem amizade a ninguém
Nada de ser como o tijolo que forma a parede,
Indiferente, frio, só.
Importante na escola não é só estudar, não é só trabalhar,
É também criar laços de amizade,
É criar ambiente de camaradagem,
É conviver, é se ‘amarrar nela’!
Ora, é lógico...
Numa escola assim vai ser fácil
Estudar, trabalhar, crescer,
Fazer amigos, educar-se,
Ser feliz”
Paulo Freire

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL MANOEL L. PRISCO
Escola onde trabalhei por 22 anos e vivi as melhores experiências profissionais.
Escola querida, obrigada por fazeres parte da minha vida!
A diretora e Vice-Diretora atual o meu carinho.

GESTAR DE PORTUGUÊS EM PINHEIRO MACHADO
18 DE JUNHO DE 2009
3º ENCONTRO
Novamente nos encontramos. Para minha satisfação todos as colegas presentes haviam realizado as tarefas solicitadas.
Apresentaram o relatório e socializaram os resultados.
Com o uso do data show apresentei ao grupo o meu blog (http://regina-ofazerpedaggico2009.blogspot.com/).Destaquei a importância de nos comunicarmos trocando idéias e socializarmos nossos estudos através do blog. Sugeri as colegas que ainda não tem blog que criem o seu, pois em todas as escolas já temos laboratório de informática.
Todos queriam copiar as mensagens e assistir os vídeos e copiar os saits que postei.
Apresentei o texto “O caso do espelho”. Fizemos a leitura e, para o próximo encontro deverão trazer um relatório da prática onde utilizaram o referido texto em sala de aula.
Fizeram a avaliação dos encontros e dizem estarem gostando. Esses encontros ajudam muito, pois a troca alimenta a prática do professor.
Estou certa de que todos os participantes estão aproveitando bastante e eu mais ainda, tenho aprendido bastante com este grupo.
O chimarrão faz parte dos nossos encontros e ajuda a estreitar nossos laços de convivência.
Até o dia 25/06/09 se Deus quiser.
Abraços Mª Regina

quinta-feira, 18 de junho de 2009


O CASO DO ESPELHO
Era um homem que não sabia quase nada. Morava longe, numa casinha de sapé esquecida nos cafundós da mata.
Um dia, precisando ir à cidade, passou em frente a uma loja e viu um espelho pendurado do lado de fora. O homem abriu a boca. Apertou os olhos.
Depois gritou, com o espelho nas mãos:
-Mas o que é que o retrato de meu pai está fazendo aqui?
-Isso é um espelho- explicou o dono da loja.
-Não sei se é espelho ou se não é, só sei que é o retrato do meu pai.
O olhos do homem ficaram molhados.
-O senhor...conheceu meu pai? –perguntou ele ao comerciante.
O dono da loja sorriu. Explicou de novo. Aquilo era só um espelho comum, desses de vidro e moldura de madeira.
-É não! –respondeu o outro. –Isso é o retrato de meu pai. É ele sim! Olha o rosto dele. Olha a testa. E o cabelo? E o nariz? E aquele sorriso meio sem jeito?
O homem quis saber o preço. O comerciante sacudiu os ombros e vendeu o espelho, baratinho.
Naquele dia, o homem que não sabia quase nada entrou em casa todo contente. Guardou, cuidadoso, o espelho embrulhado na gaveta da penteadeira.
A mulher ficou só olhando.
No outro dia, esperou o marido sair para trabalhar e correu para o quarto. Abrindo a gaveta da penteadeira, desembrulhou o espelho, olhou e deu um passo atrás. Fez o sinal da cruz tapando a boca com as mãos. Em seguida, guardou o espelho na gaveta e saiu chorando.
-Ah, meu Deus! –gritava ela desnorteada. –É o retrato de outra mulher! Meu marido não gosta mais de mim! A outra é linda demais! Que olhos bonitos! Que cabeleira solta! Que pele macia! A diaba é mil vezes mais bonita e mais moça do que eu!
-Quando o homem voltou, no fim do dia, achou a casa toda desarrumada. A mulher, chorando sentada no chão, não tinha feito nem a comida.
-Que foi isso, mulher?
-Ah, seu traidor de uma figa! Quem é aquela jararaca lá no retrato?
-Aquele mesmo que você escondeu na gaveta da penteadeira!
O homem não estava entendendo nada.
-Mas aquilo é o retrato do meu pai!
Indignada, a mulher colocou as mãos no peito:
-Cachorro sem-vergonha, miserável! Pensa que eu não sei a diferença entre um velho lazarento e uma jabiraca safada e horrorosa?
A discussão fervia feito água na chaleira.
-Velho lazarento coisa nenhuma! –gritou o homem, ofendido.
A mãe da moça morava perto, escutou a gritaria e veio ver o que estava acontecendo. Encontrou a filha chorando feito uma criança que se perdeu e não consegue mais voltar pra casa.
Que é isso, menina?
-Aquele cafajeste arranjou outra!
-Ela ficou maluca – berrou o homem, de cara amarrada.
-Ontem eu vi ele escondendo um pacote na gaveta lá do quarto, mãe! Hoje, depois que ele saiu, fui ver o que era. Ta lá! É o retrato de outra mulher!
A boa senhora resolveu, ela mesma, verificar tal retrato.
Entrando no quarto, abriu a gaveta, desembrulhou o pacote e espiou. Arregalou os olhos. Olhou de novo. Soltou uma sonora gargalhada.
-Só se for o retrato da bisavó dele! A tal fulana é a coisa mais enrugada, feia, velha, cacarenta, murcha, arruinada, desengonçada, capenga, careca, caduca, torta e desdentada que eu já vi até hoje!
E completou, feliz , abraçando a filha:
-Fica tranqüila. A bruaca do retrato já está com os dois pés na cova
Versão de conto popular por Ricardo Azevedo








"Gostaria que meus Professores tivessem mais luz! Que brilhassem aos olhos dos alunos e que, por consequência, eles tivessem prazer em em aprender e, obviamente, os professores tivessem mais prazer em ensinar!" (Guimarães, 2005)
A Formação do professor formador: Um investimento em autoconhecimento.
A escola é lugar de gente que pensa sobre o que faz e faz o que pensa.

































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































Atividades Online de Língua Portuguesa

http://www.jogosboole.com.br/
http://www.eaprender.com.br/476
http://www.soportugues.com.br/secoes/jogos.php
http://clubedoprofessor.com.br/escolas/joanadarc/tarefas/
http://www.miriamsalles.info/cndvirtual/cida/jogoscida.htm
http://educacao.uol.com.br/ditados/ensino-fundamental.jhtm
http://web.educom.pt/pr1305/lp_exercicio.htm
http://guida.querido.net/jogos/
http://www.lelic.ufrgs.br/cartola/
http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/obino/exercicios.html
http://www.ebji-sto-antonio-cavaleiros.rcts.pt/exerjogaaprende.htm
04 de Junho de 2009
2º Encontro do Gestar II de Português em Pinheiro Machado- RS
Foi uma noite muito proveitosa,apesar do frio e da chuva.
Embora no início do trabalho alguns colegas demonstrassem uma certa inquietação a participação de todos foi muito boa.
Iniciamos com a mensagem:
"Uma pessoa feliz é aquela que tem sem pre em mente seu objetivo! Não vê problemas em seu caminho mas sim desafios! Desejo que sua noite seja maravilhosa, com muita paz e muito amor."
Após a mensagem, alguns Professores Cursistas fizeram comentários sobre os livros. Houve debate sobre os textos, gêneros e tipologia.
O depoimento da Professora Zeneida sobre o trabalho que realizou com o texto A estranha passageira, com alçunos de 6ª e 7ª série. A Professora Graziele utilizou o mesmo texto com sua turma de 4ª série e destacou o enfoque que deu no trabalho que realizou. Essa troca enriqueceu o trabalho.
Pelo que foi discutido durante o encontro todos tem claro a importância da melhoria educacional para nosso Município e percebem que através da troca enriqueceremos nossa prática.
Muitas formas de ensinar, hoje não se justificam mais. Perdemos tempo demais, aprendemos muito pouco, nos desmotivamos continuamente. Tanto professores quanto alunos temos a clara sensação de que muitas aulas convencionas estão ultrapassadas. Mas para onde mudar? Como ensinar e aprender?
Avançaremos mais se soubermos adaptar os programas as necessidades e interesses dos alunos, criando conexões com o cotidiano, com o inesperado, sempre buscando, avaliando a prática e replanejando sempre.
Para o 3º encontro cada professor trará o relatório do trabalho realizado com seus alunos para socilizar no grande grupo.
Estou ansiosa. Espero corresponder a proposta do Gestar.
Até lá....

quarta-feira, 17 de junho de 2009

segunda-feira, 15 de junho de 2009

GESTAR II PORTUGUÊS- Pinheiro Machado (RS)

Novos Tempos, novos desafios e a persistência no desejo de ver a Educação como um Projeto Consistente e sério no âmbito das Políticas Públicas.



O gestar como uma possibilidade de grandes mudanças na Educação de nosso País.

domingo, 14 de junho de 2009

sexta-feira, 12 de junho de 2009

RELATÓRIO DO 1º ENCONTRO DO GESTAR II PORTUGUÊS
PINHEIRO MACHADO- RIO GRANDE DO SUL

Novos tempos, novos desafios e a persistência no desejo de ver a Educação como um Projeto consistente e sério, no âmbito das políticas públicas.
O Gestar II é o que faltava a nós Professores como conjunto de ações pedagógicas que incluem discussões sobre teoria e prática, com o objetivo de colaborar para a melhoria do processo ensino-aprendizagem. Com certeza contribuirá para o aperfeiçoamento da autonomia de todos nós professores.
A cada dia que passa me entusiasmo mais com o Gestar. Além do estímulo para estudar, poder dividir o que aprendo com meus colegas Professores Cursistas tendo a oportunidade de compartilhar e refletir sobre o fazer pedagógico.
Este grupo ao qual ofereço meu trabalho de Formador, no primeiro momento me deixou preocupada. Ele é composto de muitas colegas com vasta experiência na disciplina de Português e em sala de aula. Hoje estou muito feliz, pois as trocas, planejar, discutir, refletir, socializar e crescer junto com todos, tem sido o maior presente enquanto Pedagoga - Supervisora Escolar.
No primeiro encontro do dia 30 de maio, com a aula inaugural que contou com a presença de Diretores e Coordenadores Pedagógicos e Professores-Cursistas das escolas da Rede Municipal de Ensino de Pinheiro Machado.
O tempo estava ruim. Muito frio e chuvoso, mesmo assim só faltaram 4 colegas que são das escolas da zona rural.
Foram recepcionados com uma mensagem de boas vindas. “ Queridos Professores-Cursistas. É com imenso prazer que iniciamos nosso curso GESTAR II, espero que seja de muito proveito para todos nós.
O educador deve buscar em si mesmo o verdadeiro sentido de educar, deve ser exemplo vivo de seus ensinamentos e de sua profissão numa atitude renovadora, cooperadora para o exercício da docência. Ser o inspirador do aprendizado. Para isso deverá buscar, pesquisar, inovar procurar e aprimorar seus conhecimentos pedagógicos, só assim será o agente de transformação ao lado da família e escola.
O progresso de uma nação só acontece quando o sistema educacional integra a sabedoria do espírito e o conhecimento intelectual, revelando o papel do homem na sociedade e a valorização da vida.
Apresentei slide sobre o Gestar II. Após assistimos o vídeo “O saber e o Sabor”, onde abrimos espaço para questionamentos sobre o mesmo e foi muito produtivo. “Aquecimento das turbinas eu diria.”
Foram distribuídos os kits para todos os professores-cursistas que ficaram assustados com tanto livro. Manusearam o guia geral para conhecer um pouco o material e ai já começaram a fazer comentários. Estavam ansiosos. Liam e comentavam inclusive sobre textos que já conheciam.
Solicitei para o próximo encontro a leitura do TP1, AA1- Professor e AA1- Aluno.
Já estou ansiosa para o próximo Encontro.

Maria Regina