O FAZER PEDAGÓGICO-2009

terça-feira, 28 de julho de 2009

segunda-feira, 20 de julho de 2009


quinta-feira, 16 de julho de 2009

Lembrancinhas!!!!!!!!!!!!!!
Essa garotinha abrilhantou o evento. Linda!!!!!


Momentos muito Importantes marcados pela parceria do grupo.
O lanche estava apetitoso!
A Debatedora Rita Rodrigues foi muito feliz nas suas abordagens do Eixo VI Justiça Social...
Mimos para os Debatedores



A Educação de Nosso Município vive hoje um momento mágico de reflexão CONAE-Etapa Municipal.
Eis aqui algum desses momentos!

domingo, 12 de julho de 2009

O professor e a semente da educaçăo
Quando lançamos uma semente na terra juntamos a ela a esperança e a certeza de que vai nascer uma planta. Da planta, o fruto, e do fruto, novas sementes. Toda semente carrega em seu bojo uma planta dormindo. É fantástica a lição da semente. A educação também é assim. A gente planta, planta sempre, mas não pode exigir que a planta venha amanhã. Leva tempo para que uma planta se desperte do sono no berço da semente. Nem sempre é possível colher o que se plantou. As coisas caminham devagar. As coisas nem sempre acontecem em curto prazo. Mas é preciso acreditar e plantar com a certeza de que mesmo em longo prazo, a semente germinará

Este é o registro de nossos momentos no 7º Encontro Gestar de Português-Pinheiro Machado

7º Encontro do Gestar II-Português Pinheiro Machado


O encontro do dia 08/07 foi mais uma vez muito produtivo. Continuamos a leitura do Guia Geral. Após foi feita a explanação dos trabalhos que os Professores Cursistas realizaram nas escolas com seus alunos.Em seguida apresentei através do datashow o Blog "O Fazer Pedagogico2009" no qual faço as postagens referente ao nosso trabalho do Gestar e de coisas que leio sobre a Educação. Se todas as colegas que participam desse encontro conseguirem realizar tudo que propõem e socializam no grupo, já terá valido a pena.
Formadores de pessoas e não escultores
Não somos escultores, pois o escultor lapida a pedra,o barro, enfim, o bruto e transforma em arte, conforme o que ele acredita ser o belo. O aluno não está para ser esculpido, pois não é matéria bruta, tábua rasa ou um carrinho de mercado vazio em que se coloca o que se quer. Ao entrar na sala de aula não podemos deixar de lado nossos sentimentos, pois precisamos ser verdadeiros, autênticos. O Professor é antes de tudo um ser humano e como tal imperfeito e precisa mostrar aos alunos que é um ser imperfeito. Quando demonstramos nossas deficiências e fraquezas, seremos mais compreendidos e respeitados pelos alunos, que verão que somos como eles.Despir a alma frente aos educandos não nos torna fracos, mas mostra sensibilidade, afetividade e ternura.
Em seu livro A arte de educar, Flávio Gikovate afirma que:
O professor tem um trabalho cuja característica principal é se expor diante de platéias difíceis por longas horas. Só não será uma criatura tensa e estressada se puder se mostrar como é. Para isso, necessita de autoconfiança de se saber um ser humano legal. Mas ninguém o é sem ser verdadeiro e consistente, (GIKOVATE,2001 p.52) Extraído do livro Sou Professor! A Formação do Professor Formador Organizadora: Isabel Parolin
A amizade é um bem precioso na convivência em sociedade.
A todos os meus amigos: Obrigada pelo carinho!

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Querida Amiga

Hoje é o nosso 7º Encontro e já estou triste.

Nossos encontros foram muito legais.

Espero continuar em contato com você.

"É a voz do gostar,
É a voz do alertar,
dizendo nas palavras,
hei! acorde...Quero te ajudar!!!
É a voz que vem com o que precisamos ouvir,
ler, perceber, interiorizar...
Quando não conseguimos ler a nós mesmos,
Quando nos falta o chão, o teto, o rumo..
Vem como um "cutucão" benigno..
Uma sacudida,
Um alerta..
Uma sirene que soa o nobre sentimento,
de luz,
imenso cuidar..
Vem com tanta verdade,
mas, com o cuidado de não magoar..
Uma voz que Deus usa,
que vem devagar..
Que inunda...
Que traz alegrias..
Que contagia..
Uma voz de anjo,
Uma voz de irmão escolhido...
Presentes e presente..
Nos dois sentidos..o de estar e,
o de jóia inestimável..
Um mestre de consciência...
Mestre paciente para ouvir,
Ser cúmplice nas dores e alegrias...
Mãos estendidas,
entrelaçadas...
Dádiva da vida...
únicos,
senhores do bem:
VOZ DE AMIGO !

Um abraço sincero da Amiga Mª Regina

10/07/09

terça-feira, 7 de julho de 2009


IMPORTANTE!!!!!!

Imagem do nosso 5º Encontro GESTAR II

Tentamos nesses encontros buscar, através da troca e socialização dar novos rumos a Educação do Nosso Município

Reflexão: Atuação do Professor

Poder ser um professor "suficientemente bom" não se consegue com técnicas ou com cursos. Requer um trabalho constante consigo mesmo para construir uma postura, um posicionamento como aprendente, o qual resultará em modos de ensinar. Um bom ensinante é um bom aprendente. A difícil tarefa do professor ou da professora pode tornar-se prazerosa quando almeja fazer consigo mesmo o que propicia oas outros(FERNÁNDEZ,2001,p.36
)
Entretanto, para se obter sucesso e realmente qualificar, precisamos compor o par educativo. O aprendiz necessita confiar e querer trabalhar com seu ensinante. Essa composição requer uma predisposição, atenção dilógica, conhecimento, intencionalidade e sutileza.
Faz-se urgente a implantação de programas que, de fato, sesibilizam as crenças dos professores. A transformação da prática é resultado da transformação da crença nessa prática, e crença não se transforma por decreto ou por pressão. Transformar crenças exige um trabalho dentro de quatro constantes e incansáveis dimensões: tempo, diálogo, prática e apoio. Quanto mais sincronizados os três últimos, menor será o primeiro. Diminuir o tempo e transformar de imediato tem sido exigência de muitos sistemas, que, infelizmente, têm colhido resultados desastrosos e provocado consequências catastróficas no resultado final da aprendizagem.(FURTADO,2007,p.90)

O professor como Sujeito, é o eixo norteador do curso de Formação de Professores. A partir do entendimento desse sujeito como um ser que pensa, sente, tem dúvidas e certezas, acerta e erra,escolhe temas de interesse que são trabalhados de forma transversal, tendo a Tarefa como ponto de encontro entre o professor com ele mesmo e com seu colega. Ela será, também, o ponto disparador das reflexões e das aprendizagens pretendidas. (CALDEIRA; PAROLIN, 2007,p.173)

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Gestar II- Formadores

Que saudades! Breve estaremos juntos novamente.

Nosso 6º Encontro (01/07/09)

A tarefa de educar

A tarefa de educar
Formar crianças e adolescentes sociáveis, felizes, livres e empreendedores é um belo desafio nos dias de hoje. A solidão nunca foi tão intensa: os pais escondem seus sentimentos dos filhos, os filhos escondem suas lágrimas dos pais, os professores se ocultam atrás do giz.
Os filhos não precisam de pais gigantes, mas de seres humanos que falem a sua linguagem e sejam capazes de penetrar-lhes o coração.
Os pais e os professores lutam pelo mesmo sonho: tornar seus filhos e alunos felizes, saudáveis e sábios.
Mas jamais estiveram tão perdidos na árdua tarefa de educar.
Os pais e professores não são heróis, mas devem ser capazes de compreender que educar é realizar a mais bela e complexa arte da inteligência.
Educar é acreditar na vida e ter esperança no futuro, mesmo que os jovens nos decepcionem no presente.
Educar é semear com sabedoria e colher com paciência.

domingo, 5 de julho de 2009

sábado, 4 de julho de 2009